Posts Tagged ‘água’

Controle de Consumo de Água e Energia Elétrica

Controle de Consumo de Água e Energia Elétrica

 

agua

 

Uma atividade trivial e que hoje ainda não é adotada na maioria dos condomínios é a realização de leitura diária de consumo da água e de energia elétrica.

Esse procedimento garante que em caso de um vazamento de água ou fuga de energia, que possamos identificar imediatamente a anomalia e tratar a causa.

Sem esse controle simples que pode ser feito pelo porteiro ou zelador, corremos o risco de descobrir o problema somente quando chegar a conta, o que pode demorar e acarretar prejuízos absurdos, além do desperdício de recursos naturais.

Lembre-se que a leitura deve ser feita sempre no mesmo horário e anotada em papel ou planilha, com verificação e análise diária da variação de consumo.

Existe hoje um sistema on-line experimental que traz essa funcionalidade e nos próximos dias será capaz de gerar alertas automáticos em caso de consumos fora da média histórica, a fim de avisar qualquer indício de anomalia e desperdício.

Esse sistema é o CONDOMÍNIO SIMPLES, que além dessa funcionalidade pode ajudar seu condomínio a manter os cadastros de moradores, dentre outras coisas legais.

 

condsimples

 

Fica a dica e vamos economizar!

Anúncios

A Síndica Sustentável – Condomínio Habitat

Habitat

Ações como a do Condomínio Habitat, onde a síndica Eliana Cordoni implementou tantas ações sustentáveis, mostra que é possível mudar desde que tenhamos vontade, é claro que enfrentamos dificuldades e resistências, mudanças geram medo nas pessoas, mas estamos em um caminho sem volta, ou nos enquadramos ou sofreremos ainda mais as conseqüências do que já estamos atualmente.

Convido a todos a se inspirarem no relato abaixo, pois é por iniciativas como essa que ainda luto e continuo acreditando que é possível ser diferente entre os iguais e influenciar pelo exemplo.

IMG_0737

O Condomínio Edifício Habitat é formado por 32 famílias, onde sempre houve a preocupação em reduzir nossas despesas. Há mais ou menos 10 anos instalamos o sistema de aquecimento solar para reduzir o consumo de gás (nosso aquecimento é central). Isso nos trouxe, com certeza, uma redução de no mínimo 50% em nossa conta de gás.

Entretanto, o gasto com a água era muito alto e em 2013 conseguimos aprovar o sistema de individualização da água, que reduziu nossa conta que girava em torno dos R$ 9.000,00 para algo em torno dos R$ 4.000,00. É evidente que trouxe um grande benefício para nós e muito mais para a natureza, pois deixamos pra traz muito desperdício de um bem tão precioso como é a água.

INDIVIDUALIZA AGUA

Agora em 2014 começamos a pensar como aproveitar melhor a água e criamos um sistema de captação da água de chuva e outro para a captação da água das lavanderias (tanque e máquina de lavar roupas). O reservatório da água de chuva é de 5.000 litros que serve para suprir as necessidades de reposição de água da piscina e regar plantas, o da lavanderia é de 3.000 litros que é utilizado para lavar as áreas de circulação, calçadas, garagens e também poderá ser usada para as plantas, porque construímos uma caixa de separação de resíduos e filtragem que possibilita usar nas plantas.

IMG_0876 IMG_0877 IMG_0879

Já demos início na construção da tubulação que poderá levar essa água de reuso das lavanderias (500 litros/h) para cima do prédio e ligar nas prumadas que atende as descargas dos banheiros (caixa acoplada), que trará uma boa economia, pois é dito que se gasta mais ou menos 16 litros de água cada vez que acionamos a descarga.

Também criamos uma horta que conta com diversas ervas tais como:- manjericão, salsão, salsinha e cebolinha, orégano, tomilho, alecrim, loro, pimenta, etc.

Entre as hortaliças temos:- alface, agrião, almeirão, catalônia, rúcula.

Também plantamos algumas frutíferas:- limão, mexerica, pitanga, romã, jabuticaba, maracujá e uva.

IMG_0599 IMG_0631IMG_0882 IMG_0933

Ambicionamos construir um sistema de geração de energia solar para contribuir no consumo de energia, mas isso ainda é um sonho!!!!

Síndica Eliana Cordoni

Ed. Habitat

Reaproveitamento da Água

Reaproveitamento da Água

água

A água é suficiente para todos, independente das chuvas, desde que a gente use com muita responsabilidade. O Rio de Janeiro tem o maior consumo per capita do país, 329 litros por dia e ainda deperdiça mais de 30% do que trata, atacando nas duas frentes, certamente garantiremos água para todos.

Muito se fala de como podemos reduzir o consumo, acho que as medidas mais efetivas acabaram se tornando banais e com isso muitas vezes acabamos nos esquecendo de adotá-las no dia-a-dia, de qualquer forma, todos sabemos que temos que reduzir o tempo no banho, juntar roupas antes de lavá-las, usar balde para lavar o carro, não usar mangueiras para lavar calçadas, caixas acopladas com descarga de duplo fluxo etc.

Existem outras medidas que são menos óbvias e que fariam grande diferença, principalmente quando se trata de chuveiros a gás.

1- O tempo que demora em chegar a água quente ao chuveiro, a depender da distância do aquecedor, pode consumir até 10 litros de água, em uma residência de três pessoas, são 900 litros desperdiçados por mês. Multiplique pelas milhares de residências.

Sugestão: recolher essa água em baldes e utilizar nas descargas, para lavar quintal e varandas e ainda regar as plantas.

2- Regulagem do aquecedor, poucos atentam a esse detalhe, grande parte das pessoas têm aquecedores regulados para levar a água quente quase fervendo ao chuveiro e depois regula a temperatura com o uso da água fria. Aqui temos dois problemas, o primeiro é o consumo elevado de gás sendo que será necessário esfriar uma água que foi aquecida além do que precisava e segundo, será necessária uma vazão de água muito maior para garantir a temperatura ideal.

Sugestão: regular a chama do gás para que água chegue ao chuveiro na temperatura ideal.

3- Manutenção do aquecedor, qualquer tipo de falha no equipamento ou até mesmo a falta de pilhas fará com que a água não esquente e por consequência seja desperdiçada pelo ralo.

Sugestão: a manutenção periódica e a troca das pilhas garantirão não somente a redução do consumo como também a sua segurança em casa.

Outras medidas

Além da água limpa e potável que desperdiçamos, temos ainda outras águas que podem ser reaproveitadas, a principal e de maior volume é a água com sabão da máquina de lavar roupas, essa água pode ser coletada facilmente em recipientes para uso também nas descargas e para lavagem de áreas maiores, como áreas comuns, varandas, quintais etc.

Sistemas de coleta e armazenamento de água de chuva também são bem-vindos, mas dependem das chuvas que são inconstantes.

Essas são medidas simples que nos desafiam a mudar nossos hábitos, a combater o luxo que acreditamos que podemos ter, mas só conseguimos desperdiçar o que temos em abundância, o que não é o caso dos nossos recursos naturais, sobretudo, a água.

 

Renato Moreno Munhoz

renato@condominiosimples.com.br

21-97932-1878

Dia Mundial do Meio Ambiente

Dia Mundial do Meio Ambiente

 

Essa é uma data que serve mais para a reflexão do que para comemoração, estamos revertendo o processo que levou a tona toda essa discussão? Ou ainda soa tudo como modismo e que nossa missão é  simplesmente jogar nosso lixo na lixeira colorida correta?

Está na hora de incorporarmos no nosso dia-a-dia atitudes que realmente façam a diferença, e não somente uma meia dúzia de cidadãos, mas a grande massa. Parece que o que fazemos é pouco e muitas vezes deixamos de fazer pelo mínimo impacto aparente, mas sensíveis quando somados aos milhões de domicílios com as mesmas atitudes.

Cada quilowatt economizado, seja por um banho de 1 minuto a menos, um carregador de celular retirado da tomada, uma lâmpada apagada, reflete em centavos de economia individual, porém se multiplicados, poderíamos poupar o despejo dos índios de Belo Monte, desativar as usinas nucleares e ainda evitar a necessidade de ativar as termelétricas, caras e poluentes.

O mesmo se aplica ao lixo gerado e ao desperdício, estudos dizem que as famílias brasileiras desperdiçam aproximadamente 20% dos alimentos comprados, isso não significa somente que muitas pessoas poderiam ser alimentadas, mas também que foram necessários 20% mais caminhões para transportá-los, gerando engarrafamentos, 20% a mais de poluição, 20% a mais de consumo de derivados de petróleo e o produto possivelmente 20% mais caro.

Precisamos ter uma visão abrangente e entender que qualquer pequeno gesto, quando adotado pelo coletivo, gerará resultados surpreendentes.

Eu sou um grande defensor de que o Estado deve tomar ações mais rígidas em relação geral ao Meio Ambiente, com leis e incentivos fiscais para a manutenção de áreas verdes, margens de rios, coleta seletiva, controle de emissões de poluentes no ar e água, políticas inclusivas de valorização de cooperativas e catadores e principalmente nos prédios, condomínios residenciais e comerciais, onde os ganhos serão realmente expressivos.

Hoje a Comlurb anunciou que aumentará a coleta de materiais recicláveis no Rio de Janeiro para 5% com a inclusão de novos caminhões, mas será que existe infraestrutura para realizar a separação desse material? E também que pretende chegar a 25% até 2016. Medida louvável, mas difícil de acreditar que esses números sejam alcançados de forma plena, garantindo a destinação correta e reaproveitamento de todo esse material. Também não ficou claro se nessa conta entram as ações das cooperativas e catadores. Agora é esperar para ver…

Cada um de nós pode ajudar, fale com o seu síndico, seu vizinho, seu amigo, crie comissões de sustentabilidade no seu condomínio, rua ou bairro. As informações que temos já são mais do que suficientes, basta vontade e arregaçar as mangas. 

Tem uma ação em andamento em sua comunidade? O Blog Condomínios Sustentáveis terá o prazer de divulgar as iniciativas e estimular a adesão de mais e mais pessoas à nossa causa.

Feliz Dia do Meio Ambiente!

Renato Munhoz

renato@condominiosimples.com.br

 

 

Ser Sustentável, como começar?

Ser Sustentável, como começar?

 

 

Muitos síndicos se perguntam? Como posso começar a realizar ações de sustentabilidade no meu condomínio? Não tenho conhecimento técnico, o orçamento é apertado, o que posso fazer?

Talvez o começo seja um pouco mais fácil ou mais difícil para alguns, a depender de verba e outras características do prédio, mas não vamos desanimar, independente de qualquer situação, sempre é possível implementar algumas ações de sustentabilidade, sejam em maior ou menor graus.

Existem medidas que dependem dos moradores, algumas que só dependem de boa vontade e outras que precisa de um pouco de esforço mútuo.

Lembre-se que toda mudança de hábito só é possível com bons exemplos e honestidade, ou seja, faça sempre o que prometeu fazer e mostre os resultados.

 

O que é mais fácil e pode começar já?!

  • Troca das torneiras e válvulas de descarga dos banheiros das áreas comuns. Depende só do síndico.
  • Instalação de sensores de presença e troca das lâmpadas incandescentes por eletrônicas. Depende só do síndico.
  • Coleta seletiva. Depende de apoio dos moradores na separação dos materiais, o papel do síndico é garantir que o material separado tenha a destinação prometida, seja ela o catador, a cooperativa ou a venda.

 

A sugestão é começar de forma simples, se falta espaço para armazenar o material reciclável, faça inicialmente somente a coleta de latinhas, óleo e jornais, divulgue as conquistas em comunicados internos, a tendencia é crescer muito a adesão de moradores.

Além disso, outras ações podem ser tomadas, como desligar as lâmpadas que não estão em uso, fazer a revisão periódica dos painéis elétricos, evitar desperdícios de água na limpeza de cisternas, economizar material de limpeza, inspeção de vazamentos de água em apartamentos e áreas comuns etc.

Bom síndicos, mãos a obra, vamos fazer acontecer!

 

Renato Moreno Munhoz

renato@condominiosimples.com.br

Telhados verdes ou Ecotelhados

Telhados verdes ou Ecotelhados

telhado-verde-5-375x290

 

Acredito que os telhados verdes começarão a salpicar pelas cidades, não só pela beleza mas também por seus muitos benefícios.

Sobre os nossos telhados podemos fazer o cultivo de diversas hortaliças e de quebra reduzir a temperatura interna do edifício em média em 5 graus pela absorção e reflexão de luz e calor, aumentar a absorção de água, a filtrando e a retendo, reduzindo nossa exposição às enchentes.

Também percebemos redução das ilhas de calor, aumento da biodiversidade e a redução da emissão de carbono e com isso reduzindo o efeito estufa.

Benefícios

  • Redução da necessidade de ar condicionado e aquecedores (conta de energia elétrica menor).
  • Produção própria de ervas e hortaliças.
  • Redução da temperatura no verão e aquecimento no inverno.
  • Equilibrio da umidade do ar

Alguns municípios partiram na frente e estão criando os seus selos verdes para edifícios sustentáveis, o telhado verde é um dos itens abordados por alguns, e em contrapartida oferecem a redução de impostos e tributos, como o IPTU.

A moda vai pegar? Esperamos que sim! Depende somente de nós mesmos, é claro que com um certo incentivo é muito melhor, mas o que não dá é para esperar de braços cruzados alguma ação dos nossos competentes governantes.

*******************************************************

Renato Moreno Munhoz 21-9432-2321

 sindicoeasyway@gmail.com

http://www.twitter.com/c_sustentaveis

As árvores cimentadas – Parte 2

As árvores cimentadas

Mais uma demonstração do absurdo e desrespeito às árvores e ao meio ambiente. Flagrante na Zona Oeste de São Paulo.

http://noticias.uol.com.br/album/album-do-dia/2012/10/03/imagens-do-dia—3-de-outubro-de-2012.htm?abrefoto=40#fotoNav=17

*******************************************************

Renato Moreno Munhoz 21-9432-2321

 sindicoeasyway@gmail.com

http://www.twitter.com/c_sustentaveis

%d blogueiros gostam disto: